Fita

Durante o final da minha infância e toda a minha adolescência eu usei fitas cassete para fazer música, criava uma base numa fita e seguia sobrepondo sons naquela base até que fosse considerada pronta ou que a qualidade da gravação permitisse ouvir. O que mais me impressiona, desde a minha minha primeira experiência, com o termo multipista não é exatamente o fato de poder colocar infinitos sons sobre a base, mas o de que no final de todas as sobre [super] posições – depois de todo o processo –  é possível excluir ou modificar a base inicial.

Anúncios

Um comentário em “Fita”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s